Já ouviu falar nos Hunza, o povo que não envelhece?

Há quem acredite, há quem não. O fato é que já nos inteiramos da existência deste povo e de alguns outros espalhados pelo planeta – meio alheios ao que chamamos de civilização – que possuem uma longevidade extraordinária, muito acima do que atualmente o senso comum acredita ser possível. Não se trata apenas de viver mais tempo: diz-se que isso está necessariamente acompanhado de uma grande qualidade de vida. Claro, talvez tenhamos que investigar mais pra entender exatamente o que seria esta qualidade de vida, pois isso é um conceito amplo, em parte objetivo, mas com uma grande parcela de subjetividade também.

Sabemos que, além dos Hunza, há povos no Equador (Vilkabambas), em vilarejos nas ilhas gregas, em ilhas no Japão, no Butão e em mosteiros europeus que atingem idades avançadas. Todos eles possuem características em comum como estilo de vida mais simples, comem nenhuma ou pouquíssima carne, geralmente plantam seus próprios alimentos (sem agrotóxicos, é claro), as atividades diárias dão conta do movimento e exercício necessário para o corpo, possuem uma forte ligação comunitária e um elevado propósito de vida.

Sinceramente, nós aqui da Belle Verte queremos ver isso mais de perto, com certeza. Nosso amigo Elias está organizando ainda este ano uma visita aos Vilcabambas, no Equador, viagem bastante sugestiva… E em algum momento, cairia muito bem uma visitinha a estes paraísos perdidos. Bem, por enquanto, você pode desfrutar de uma boa leitura. Selecionamos um breve artigo sobre os Hunza, para despertar ainda mais a sua curiosidade, entitulado Qual é o segredo dos hunza, o povo que não envelhece e vive uma média de 120 anos? 

Aqui está o link: http://seuhistory.com/node/123171

hunza 2

hunza 3

hunza 4

Seu depoimento

comentários

Pin It on Pinterest

Share This

Gostou? Compartilhe!

Alguém com quem você se importa vai CURTIR ler isso :-)