Um alerta e 3 dicas quentes sobre Alimentação Saudável

Primeiro o alerta: Não consegue passar um tempo sem um determinado alimento? Então é dele que você tem que se livrar! Isso é verdade para alguns “alimentos” (na verdade, são produtos alimentícios, o que é diferente de alimento) que falaremos neste artigo…

É lugar comum – a gente ouve a toda hora que tem que comer mais saudável. Mas o que seria isso? Ah, meu amigo, aí é um salve-se quem puder! Todo mundo vira nutricionista quando o assunto é alimentação. Até os nutricionistas, médicos, cientistas e chefs possuem caminhos e visões diferentes.

Quer saber? Teste e escolha o seu próprio caminho.

Aqui eu quero chamar atenção para 2 coisas: o mito dos produtos alimentícios saudáveis e algumas simples dicas práticas, à prova de controvérsias, pra você realmente comer mais saudável.

Bem, tenha em mente que você está sendo enganado pela propaganda da indústria de alimentos. Aquilo que é vendido a você como saudável, simplesmente não é. Produtos light, diet, low fat (pouca gordura), high carb (rico em carboidratos), provaram ao longo dos anos que eles engordam ainda mais e fazem ainda mais mal pra sua saúde que os ditos “convencionais”.

Para compensar a retirada das gorduras dos alimentos, adiciona-se o quê? Açúcar é claro. E mesmo que sejam usados adoçantes artificiais e que haja poucas calorias no produto, todos eles enganam o seu cérebro, que não aciona o mecanismo de controle da fome, porque não reconhece que o seu organismo está saciado.

É por que não está, de fato, nutrido!

E é feito desta forma, para que você consuma mais. Assista a um filme chamado Fed Up e você verá os especialistas falarem em alto e bom tom: “indústrias de alimentos são um negócio. Elas estão no ramo para fazer dinheiro, não para produzir alimento saudável para as pessoas.”

Irônico é que elas estão atendendo à demanda do público. Mas o público demanda aquilo que ele acredita ser bom pra ele, segundo propagandas e pesquisas. Tá vendo a pegadinha?

Bem, não importa se é conspiração ou não. Alguns casos talvez sim, outros não. Mas isso não vai acrescentar nada na sua vida. O que é construtivo neste papo é pensar em algumas formas de melhorar de verdade a sua saúde, com uma alimentação mais nutritiva.

Nas pesquisas que fizemos, entre as recomendações mais explícitas e confiáveis sobre o que retirar da dieta estão:

  • Coma o mínimo (se puder elimine) produtos alimentícios industrializados. Lugar de comprar comida de verdade é nas feiras de hortifruti, de preferência orgânicas. Tem rótulo? Evite ou no mínimo, não faça disso a sua base alimentar.
  • Retire da sua alimentação os grãos e subprodutos que contêm glúten. Nada de soja tampouco.
  • Esqueça açúcar na sua vida. Mesmo.

Siga estas 3 regrinhas e você pode apostar que a sua saúde vai dar um salto. Duvida? Teste por um mês, com confiança, sem recair nos sintomas de abstinência muito comuns.

Você verá que é um desafio porque grande parte dos alimentos mais comuns na alimentação das pessoas possui glúten, açúcar ou é industrializado…

Então, o que comer no lugar destas coisas?

Neste site há algumas respostas e em breve publicaremos mais!

Seu depoimento

comentários

Pin It on Pinterest

Share This

Gostou? Compartilhe!

Alguém com quem você se importa vai CURTIR ler isso :-)